Close
CONTATO
(27) 3022.0578 / 9.9923.0263
Imagem de PRANCHA RUSTY SKULL PANDA TORSION SPRING 5´9 Imagem de PRANCHA RUSTY SKULL PANDA TORSION SPRING 5´9
  • Imagem de PRANCHA RUSTY SKULL PANDA TORSION SPRING 5´9
  • Imagem de PRANCHA RUSTY SKULL PANDA TORSION SPRING 5´9

PRANCHA RUSTY SKULL PANDA TORSION SPRING 5´9

Prancha de surf do shaper Rusty modelo Skull Panda ideal para ondas pequenas e médias. Ótima opção para surfistas acima de 75 kg.
Disponibilidade: Em estoque
R$ 2990,00
:
  • Escolha a forma de entrega *
Prazo de entrega:
Até 5 dias úteis para o Espírito Santo.
Até 15 dias úteis para a região Nordeste.
Até 10 dias úteis para o restante do Brasil.
DADOS TÉCNICOS
  • Tamanho 1
    5'9
  • Largura
    20.00
  • Espessura
    2.60
  • Volume
    31.50
  • Sistema de quilhas
    FCS II
  • Rabeta
    SQUASH
  • Material
    TORSION SPRING
INFORMAÇÕES ADICIONAIS

Este modelo baseado no surfista , tem boa flutuação e volume , sem perder nada em performance , velocidade e manobrabilidade.
As bordas sao de baixo volume , e redondas em baixo, penetrando bem na agua sem “entrar de borda”.


O deck tem bastante dome , com a flutuação bem ao centro , perdendo bastante volume em direção das boards.
O “Foil” , afinamento é acentuado com bico e rabetas com menos volume , deixando a prancha mais solta.


O fundo tem um concave expressivo , com um rocker “curva de fundo” moderada com um “kick” no final da rabeta , para viradas em arco bem curto.


O “outline “ tem boa curva com um “bump” acentuado , com um squash “pequeno” , tudo para deixar a prancha rápida , solta para Willian surfar com viradas fortes e precisas.

 

Torsion Spring é a tecnologia mais moderna em termos de construção de pranchas da Rusty. Ela conta com um bloco especial, laminação a vácuo e não tem longarina, mas um reforço que acompanha as bordas feito em Carbono e Kevler. Abaixo um pouco mais da tecnologia Torsion Spring:

Bloco Especial

A tecnologia Trosion Spring conta com um bloco de EPS muito diferente dos blocos de EPS usados hoje em dia. Esse bloco especial tem as células fechadas (diferente do bloco normal de EPS) e por esse motivo praticamente não absorve água, o que é uma ótima notícia caso a prancha sofra alguma avaria pode-se continuar a surfar sem que o bloco fique cheio de água - que é o que acontece hoje com as pranchas em EPS-. Outro ponto positivo é que esse bloco fica no meio do caminho entre PU e EPS no que se refere a flutuação. Nem tão dentro da água como PU, nem tão fora da água como EPS.

Laminação a vácuo

Outro ponto a favor da Torsion Spring é que ela é laminada a vácuo, no intuito de retirar o excesso de resina e poder carregar mais nas fibras. A Rusty usou na composição, um tecido biaxial, que normalmente absorveria muita resina se laminado só manualmente. A consequência disso tudo é que a prancha fica super resistente e com a flexibilidade ideal e almejada pela Rusty

Sem longarina

O fato de não ter longarina também é um ponto a favor da Torsion Spring, uma vez que a longarina divide a prancha em duas bandas que não conversam uma com a outra. Quando você faz uma curva, fazendo uma pressão danada, uma das bandas torce, mas essa torção tem que passar para o outro lado da prancha e isso não acontece quando há a longarina.

Reforço de Carbono e Kevlar

A fibra de Carbono é mesclada com Kevlar como se fosse uma matriz. O Kevlar adiciona um pouco mais de resistência. Enquanto o Carbono é leve e firme, o carbono não é necessariamente forte. Com a adição do Kevlar um pouquinho de peso é adicionado mas se ganha muita força e resistência.

Veredito e conclusão da Rusty

Por esses e outros motivos que a equipe da Rusty está tão otimista e empolgada com a nova tecnologia criada. Em conversa com um dos principais shapers da Rusty, ele nos afirmou que os resultados são incríveis e que se trata de uma Revolução na indústria de pranchas. Veja o comparativo que ele fez para mostrar os benefícios da Torsion Spring em relação a PU e EPS/Epoxi:


Copyright ©2017 - CABANA SURF VITORIA LTDA - ME
Design by: nopCommerce Aldabra